Felipe Lacerda - o escritor que diz Ni

Dezembro 29 2009

Reveillon é uma época engraçada. Todo mundo é arrebata por um irritante espírito de bondade e esperança. Como se o fim do ano fosse meio que o Juizo Final e todo mundo precisasse se redimir das merdas que fez ao longo do ano. Que não foram poucas. Daí todo mundo abraça todo mundo e deseja feliz ano novo pra todo mundo, mesmo para completos desconhecidos que acabaram de esbarra na praia. Aquela senhora gorda de biquíni minúsculo, aquele turista alemão bêbado... todo mundo vira alvo dos votos de felicidade alheia. Tá lá aquela massa branca na areia, que nem comercial de sabão em pó, todo mundo cantando musiquinhas de reveillon, se abraçando, contando regressivamente num coro mais descompassado que centoméia junk. Quer coisa mais ridícula que ver aquele seu tio de sunga furada pulando sete ondinhas? 

Isso quando você não passa o Reveillon num restaurante ou num barzinho, porque a grana tá curta. Pressão psicológica sujestão da namorada, é claro. Você preferiria estar em casa jogando videogame ou fazendo qualquer outra coisa mais interessante do que comprar uma mesa por 50 contos.

É, cinquenta reais. Isso só a mesa, sem contar cerveja e petiscos. É exatamente como voce entendeu. Você vai pagar cinquenta reais para ficar SENTADO numa mesa. Tendo ainda que tolerar na mesa ao lado aquele casal de magnatas que pagaram 180 mirréis mesa, com direito a um balde de champanhe, lagosta e uma personal-garçonete-gostosa. Enquanto na sua mesa tem uma Cidra Cereser e um pratinho de torresmo requentado, isso porque o garçon é chegado seu, senão nem isso.

 

É, a vida é dura. Você gastou esses 50 reais, os únicos cinquenta que sobraram do Natal, porque você teve a brilhante idéia de comprar os presentes da família numa loja de R$1,99. Acontece que você se esqueceu que o último Senso da sua famĺia contabilizava 189 pirralhos, entre primos, sobrinhos e catarrentos em geral. Metade disso só sob a tutela daquela sua tia gorda que mora em Cabo Frio e veio acampar passar o natal na sua casa. Ou seja, dos 189 trombadinhas da famĺia, 84 estão neste momento brigando pelo controle do seu Playstation.

Multiplicando: 189 x 1,99 = R$ 376,11. Isso significa que seu décimo terceiro está na mão dos mesmos filhotes de capeta que acabaram de derrubar sua coleção de CD's.

 

E para fiinalizar meus votos, leitores que não tem grana para ir virar o ano em Copacabana, um conselho: Evitem aglomerações. Evitem receber os votos efusivos desse espírito obsessor. Afinal, que tipo de espírito obsessor fica desejando Feliz Ano Novo para os piores desafetos, os mesmos desafetos que nutriu um ódio mortal o ano todo? É um fenômeno de Ano Novo, minha gente! Aquela vaca que roubou seu namorado está lhe desejando um feliz ano novo! Aquele seu colega de trabalho que lhe puxou o tapete está mandando mensagens no seu celular! E aquela gostosa do 312 que lhe deu um puta fora encheu seu orkut de recadinhos de Ano-Novo!

É lindo! A Hipocrisia de Reveillon é tradição nacional! Até quem nunca entrou num terreiro está logo ali fazendo oferenda para Iemanjá!

 

_E aí, João?

_Fala, José.

_Curtindo a festa?

_Então. Tamo aí.

_Olha, cara... é reveillon.. tá começando um ano novo aí.. e bom... tu sabe que eu não vou muito com sua cara.

_Sei.

_Então. Eu queria lhe desejar, neste ano que vai nascer, tudo de ruim que houver nessa vida. Que a vida lhe traga tudo o que você merece. Que seu cabelo caia, seu MSN seja hackeado e que sua namorada engravide. E que não seja de você.

 

(os dois se abraçam emocionados)

 

_Idem, meu inimigo, idem...

publicado por Felipe Lacerda às 18:47
O amor é a abstração máxma: , , ,

Feliz Ano Novo sem hipocrisia!
Que seu cabelo NÃO caia, que seu MSN NÃO seja hackeado e que sua namorada engravide, mas de você! Kkkk
Bjão!
Mariana Martins a 30 de Dezembro de 2009 às 01:15

Alto, loiro, sarcástco, finamente irônico, ator, escritor, ano 87, à alcool, sére luxo, estofado de couro, rodas de liga leve, direção hidráulica...
O Autor
comentários recentes
Muito bom o seu post. A poesia é alog que sempre v...
Na boa cara, muito pomposo este seu artigo, mas v...
Adoro este blog e já o leio à alguns dias a acompa...
Eu não sei quem sou e você sabe quem é? E se não s...
"A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de alm...
deve se orgulha sim você é o OVULOZORD Da turma a ...
Como vc num deu nome aos bois, vou concluir que fo...
Como estabelecido entre o conselho nobre... aqui e...
Aquela do "rédeleibou ou aici" é pior... Vai por m...
http://poecinzas.blogspot.com/2009/09/uma-carta-pa...
pesquisar