Felipe Lacerda - o escritor que diz Ni

Novembro 19 2009

 

 

 

 

 

 

 

Email recebido há algum tempo, mas vale a apena comentar. 

AUTOR ANÔNIMO - (os comentários em vermelho são meus)

 

"Lacerda,

Sou de Divinópolis e conheço você já há um tempo, inclusive sou amigo de uma ex-namorada sua (ops. Se é amigo de ex-namorada ele me odeia por tabela). Mas provavelmente você não vai se lembrar de mim porque você só se lembra de nomes femininos, certo? (certíssimo.... mas é que eles são mais bonitos, mais charmosos) Estou enviando esse e-mail por que sou um leitor do seu blog faz um tempo e gostaria de dizer algumas coisas que acho certas a seu respeito (muita calma nessa hora).

Primeiro, você é uma fraude. (sim. Meu nome não é Felipe Lacerda. Eu vim de Juazeiro do Sul, perto de minhoquinha sedenta do oriente, à dois quilômetros de lugar nenhum. Meu verdadeiro nome é Calypso Nirvana.) Nem louro você é, seu cabelo é castanho claro (não é castanho claro! é loiro escuro!). Segundo, quase tudo que você escreve é pra chamar a atenção. Quase tudo que você FAZ é pra chamar a atenção. Você é metido e arrogante e acha que um rostinho bonitinho vai conseguir tudo o que quer, e não é bem assim. (Não?) Não quero que você publique isso, esse recado é pra você somente, por isso não deixei no blog. (i'm so sorry, but is inevitable. I love it) Mas me irrita saber que um cara como você consegue espaço na Cultura mineira, e o pessoal do Ponto de cultura está melhor sem voce por lá. (Como assim SEM EU POR LÁ? procure nos lugares certos, rapaz!) Continue em recesso, pelo bem de todos (...) Sobre os seus livros eu li os dois na Biblioteca Pública e cara, você escreve bem demais (valeu, valeu...), mas suas idéias são imbecis (eeei!) Nunca vi tanta besteira sobre amor e sexo como naquele POR ENTRE SUAS PERNAS e nunca vi tanta egolatria quanto no APRENDIZ DE MOSCA MORTA. (você leu aquele livro? Onde encontrou uma edição dele? Achei que tinha perdidop todas de vista! Uau!) Espero que esse Longas Escadas seja melhor que os dois, já que você está trabalhando com esse outro escritor. Estava no lançamento do seu primeiro livro, e também assisti no mesmo dia aquele show horroroso (num tendi... o senhor me ama ou me odeia?),  onde você parecia bêbado no palco errando a letra das próprias músicas. (putz, voce estava lá mesmo...) E também estava no último show que fez com a Borboleta Mecânica, no Muraski, onde você fez aquele protesto contra os burguesinhos dos prédios ao lado que pediram pra baixar o som. Quer saber o que acho? (tenho escolha?)

Acho que você precisa enxergar que na verdade VOCÊ é só um playboyzinho de merda que tem uma guitarra, e aquela música ESPIRIAL DOS ASTROS que você compôs deveria ser cantada para você todos os dias (mas eu canto, cara! Já ouviu falar em auto-ironia?). Você fala alto, você exagera demais, (desde moleque) e é só um filhinho de papai que ganhou uma guitarra de natal.(meu pai, pobre pai... teria que parar de comer em março pra me dar uma guitarra em Dezembro...) Quando a IURD processou você por aquela peça, ela devia ter ganhado. Você devia estar preso (ahhnnn... isso foi cruel e desnecessário).

Eu sou Emo, sim e com orgulho, tenho 16 anos e não sou moleque (Peraê, abaixa o volume da MTV! Eu num tô te ouvindo direito!). Você é um enrustido, um gay que se acha muito mais do que é, e na verdade não é nem metade disso (Metade do infinito ainda é infinito, guri). Suas músicas, assim como seus livros e o blog, são um retrato do seu espelho (????), um culto ao seu ego superinflado que só olha pra si mesmo. Suas tiradas geniais, suas frases de efeito, suas cantadas insólitas ("insólitas"? Geralmente funcionam!), tudo não passa de uma fraude. Desde 2005 quando você fazia aquele fanzine, o INSANO (cê já sabia ler naquela época, 16 aninho?), eu já venho acumulando razões para odiar você e sua pseudo-máfia costaniana (minha? o underground todo é meu? UAU!), um monte de gente que devia estar em casa brigando com o papai e a mamãe. Esses leitores são idiotas por ainda se prestar a comentar sempre seus textos. Você é deprimente (Peraí que eu vou ali atrás me matar um pouquinho de depressão)"

 

Dorme com esse barulho, dorme! Vê se eu aguento??

publicado por Felipe Lacerda às 15:57

16 aninhos, que bonitinho... olha lá, ele tem orgulho de ser emo...
Vamos lá...
Meu caro. ouça uma música dos engenheros chamada "Pose (anos 90)". não estou falando da versão do acústico, mas da primeira, de 1992 do album Gessinger Licks e Maltz.
Ouça o que ele tem a falar sobre os rasgos pré fabricados do novo velho blue jeans. Sabe o que você, emo é? Um ser mais desprezível que os playbys ou as patricinhas. Sabe porque? porque eles sabem (alguns até adimitem) que são apenas macaquinhos do mercado com coleiras chiques. Os emos o são por causa da Malhaçãoe da MTV e e acham muito alternativos... pfff
A música fala sobre os grunjes. sobre essa renca barulhenta que surgiu no rastro do Sonic Youth feito Nirvana e Alice in Chains.
São exatamente isso. uma juvenude tão alienada quanto os filhos de papai, mas que não consegue ver que é. (isso faz deles mais alienados?)
Dito isso, uma pequena aula de filosofia...
Exsitem falsos argumentos chamados Falácias. eles parecem fazer algum sentido, mas na verdade uma das partes dele não tem nada a ver com a outra.
Você usa o tempo todo (aliás o texto é praticamente só isso) um chamado Ataque ao argumentador, onde ao invés de se desenvolver uma argumentação você desqualifica a fonte dela. Falar que o felipe é uma fraude não explica porque as idéias estão erradas em por entre as suas pernas e falar que o livro é egolátrico não explica porque é ruim.
você poderia fazer as duas coisas, falar mal e argumentar, é o que eu estou fazendo. falei mal dos emos e estou argumentando contra o texto. Vê a diferença?

Agora um pouco de psicologia...
Para você se incomodar tanto com a egolatria seu problema é que queria estar no lugar dele. queria receber essa atenção. Se ressente da mafia costaniana porque não é um capo. Essa atitude é amplamente conhecida, poderíamos chamar de Complexo das Uvas Verdes, onde o que desejamos e não temos é automaticamente objeto de ódio...
Mas isso tem um nome mais popular que exige menos conhecimento de psicologia e história paa entender. Inveja.

Até mais.
cochise a 19 de Novembro de 2009 às 18:01

Ai ai... Máfia costiniana... Aquilo lá até já acabou de tão sei-lá que era... Aliás, pelo que eu sei, hoje em dia só tem emo no costa (to indo pouco lá, confinada que estou nessa prisão cinzenta e fumacenta).

Venhamos e convenhamos, eu mesma nunca animei ler Por Entre Suas Pernas por que sei que o Felipe é pornográfico demais. Que ele é egolátrico, cafajeste e Puta Loira todo mundo sabe, não é nenhuma novidade.

Concordo com a teoria das Uvas Verdes, Grande Chefe Apache. A gente tem tendência a odiar aquilo que a gente não pode ser/ter. A ter medo daquilo que não conhecemos. Mas desculpe a verborragia falaciosa do menino. Ele só tem 16 anos. Tá certo que aos 16 anos eu já tinha muito mais cabeça que muita gente por aí, mas eu tb já tinha cometido 3 tentativas de suicídio e passado por mais de 6 anos ininterruptos de crises de depressão, problemas familiares, mudanças de um lado pro outro... Um dia esse menino-emo vai crescer e vai ver o quanto ele era idiota por ficar perdendo tempo xingando um outro besta (sem ofensa, Felipe! Você sabe que eu te adoro!)

E você, Felipe, ri um cadinho desse cara e depois esquece e vai viver sua vida... Sabe aquela música do Capital Inicial ("se eu for ligar pro que é que vão falar não faço nada")?

Poisé.

PS: AMEI aquela parte do "meu pai teria que parar de comer em março pra me dar uma guitarra em dezembro"!!! Rachei de rir uns 5 minutos!
Bárbara a 19 de Novembro de 2009 às 22:20

Uau. Que obsessão! Dá pra fazer um roteiro de filme sobre isso. O emo que leu todos os seus livros, que acompanhou todos os seus shows, que acompanhou todos os seus posts publicados, que conhece todo o seu passado... Quem precisa de fãs, tendo inimigos tão fiéis assim?
the fazz a 20 de Novembro de 2009 às 02:26

Ele tava falando de você ou del mesmo, meu lôro???

Porque será que você o incomoda tanto? Será que é ele o gay enrustido, apaixonado por você? rs

beiiiiiiiiijo
Imcompreendida a 26 de Novembro de 2009 às 00:43

Alto, loiro, sarcástco, finamente irônico, ator, escritor, ano 87, à alcool, sére luxo, estofado de couro, rodas de liga leve, direção hidráulica...
O Autor
comentários recentes
Muito bom o seu post. A poesia é alog que sempre v...
Na boa cara, muito pomposo este seu artigo, mas v...
Adoro este blog e já o leio à alguns dias a acompa...
Eu não sei quem sou e você sabe quem é? E se não s...
"A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de alm...
deve se orgulha sim você é o OVULOZORD Da turma a ...
Como vc num deu nome aos bois, vou concluir que fo...
Como estabelecido entre o conselho nobre... aqui e...
Aquela do "rédeleibou ou aici" é pior... Vai por m...
http://poecinzas.blogspot.com/2009/09/uma-carta-pa...
pesquisar