Felipe Lacerda - o escritor que diz Ni

Setembro 15 2009

Estando eu pela porregésima vez à deriva nesse mar sentimental (ui!), pensei como seria minha velhice (arg!). Será à base de viagra, como disse uma certa garota.

Mas num exercício de autopiedade e comiseração por mim mesmo, pensei em algo mais ou menos assim para quando eu estiver velhinho (e mais uma vez) SOLTEIRO. Com o volume das pragas que venho recebendo, meu fim será esse mesmo:

 

Homem de 40 anos, que só gosta de mulher, apesar de certas experimentações ao longo da vida, após casamento de (???) anos, mal sucedido afetivamente, vem através deste anúncio procurar mulher, que goste exclusivamente de homem (se já estou traumatizado agora, imagina aos 40?), para compromisso duradouro, desde que esta preencha certos requisitos:
O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE tenha idade entre 20 e 40 anos, não descartando, evidentemente, aquelas de idade abaixo do limite inferior. Mas descartando sumariamente as que estiverem acima do limite superior.
Devem ter um grau razoável de escolaridade sem ser exatamente um poço de profundo intelecto, para que não me desmoralize. É importante, principalmente, que a dita cuja não seja burra igual uma porta empenada, para que não digam na frente de estranhos: “menas vezes”, “quando eu se casei”, “pobrema no úter”, “eu já se operei do apênis”, “é de grátis”, “vamo de a pé”, “adoro tar com você” e outras pérolas gramaticais que fazem minha gastrite doer. 
Os olhos podem ter qualquer cor, desde que sejam da mesma e olhem para uma mesma direção (isso é importante!) Os dentes, além de extremamente brancos, todos os 32, devem permanecer na boca ao deitar e nunca dormirem mergulhados num copo d’água. Não quero acordar de cara com um alien aquático sorrindo para mim.
 Os seios devem ser firmes, do tamanho de um mamão papaia (se for pedir demais, pode ser do tamanho de um abacate. Mas já deixo claro que o tamanho Papaia tem prioridade), cujos mamilos olhem sempre para o céu, quando muito para o purgatório. Nunca para o inferno. Devem ter consistência tal que não escapem pelos dedos, como massa de pão. Olhe para cima e mantenha-se firme, é o que sempre digo.
Por motivos óbvios, a boca e os lábios devem ter consistência macia. Não confundir com beiço. Uma mulher que chama seus lábios (ou os meus) de beiços não merecem tocar nesse perfeição simétrica que é meu rostinho. A barriga, se existir, muito pequena e discreta, e não um ponto de referência no Google Earth.
O PRETENDIDO exige ainda que a PRETENDENTE seja sexualmente normal. Isto é, tenha orgasmos. Claro que eu sei que isso depende mais de mim que dela, mas se o terreno for propício a múltiplos, melhor. Porém, mesmo os orgasmos eventuais, quando acontecerem, que ela gema um pouco ou pisque os olhos, para que eu me sinta sexualmente interessante. Independentemente da experiência sexual do PRETENDIDO, este exige que durante o ato sexual a PRETENDENTE não boceje, não ria, não fique vendo as horas no rádio relógio, durma ou cochile.
O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE não tenha feito nenhuma sessão de análise, o que poderia camuflar, por algum tempo, uma eventual esquizofrenia. A PRETENDENTE deverá ter um carro que ande, nem que seja um Fuscão 87, que tenha dinheiro para o táxi, uma vez que pela própria idade do PRETENDIDO, ele não tem mais paciência para levar namorada de madrugada para casa.
 
Enviar cartas, com foto recente, de corpo inteiro, frente e costas, para a redação deste jornal, para o codinome: “CACHORRO MORDIDO DE COBRA TEM MEDO ATÉ DE BARBANTE”.
 
                                                  —————————————
 

Agora vamos imaginar o seguinte: Vamos supor que uma louca desvairada responda esse anúncio. Como seria?
                                                   ________________________ 
 

 

Resposta da PRETENDENTE, publicada dias após, no mesmo periódico:
 
Prezado HOMEM DESCASADO, li seu anúncio no jornal e manifesto meu interesse em manter um compromisso duradouro com o senhor, desde que (é claro) o senhor também preencha outros "certos” requisitos que considero básicos!
Vale lembrar que tais exigências se baseiam em conclusões tiradas acerca do comportamento masculino em diversas relações frustradas, que só não deixaram marcas profundas em minha personalidade, porque “graças a Deus” , fiz anos de terapia, o que infelizmente contraria uma de suas exigências!
Quanto à idade convém ressaltar que espero que o senhor tenha a maturidade dos 40 anos e o vigor dos 28, e que seu grau de escolaridade supere a cultura que porventura tenha adquirido assistindo ao “Show do Milhão".
Seus olhos podem ser de qualquer cor desde que vejam algo além de jogos de futebol e revistas de mulher pelada. E seus dentes devem sorrir mesmo quando lhe for solicitado que lave a louça ou arrume a cama. Não é necessário que seus músculos tenham sido esculpidos pelo halterofilismo, mas que seus braços sejam fortes o suficiente para carregar as compras.
Quanto à boca, por motivos também óbvios, além de cumprir com eficiência as funções a que se destinam as bocas no relacionamento de um casal, deve servir inclusive para pronunciar palavras doces e gentis e não somente: “PEGA MAIS UMA CERVEJA AÍ, MULHER !”
A barriga, que é quase certo que o senhor a tenha, é tolerável desde que não atrapalhe para abaixar ao pegar as cuecas e meias que jamais deverão ficar no chão.
Quanto ao desempenho sexual espera-se que corresponda ao menos palidamente à “performance” daquilo que o senhor “diz que faz” aos seus amigos!. E que durante o ato sexual, não precise levar à cama os livros: “Manual do corpo humano”, ou “Mulher, esse ser estranho”!
No que diz respeito ao item alimentação, cumpre estar atualizado com a lista dos melhores restaurantes, ser um bom conhecedor de vinhos e toda espécie de iguarias, além de bancar as contas, evidentemente. Em relação ao carro, tornam-se desnecessários os trajetos durante a madrugada, uma vez que, havendo correspondência nas exigências que por ora faço, pretendo mudar-me de mala e cuia para a sua casa…meu amor!
 
Ass: Coração de Pelúcia

 

 

 

AHHHHRRR!!!!

 

 

Cada dia que passa eu quero morrer mais jovem! 

publicado por Felipe Lacerda às 18:37
O amor é a abstração máxma: , , , , , ,

Alto, loiro, sarcástco, finamente irônico, ator, escritor, ano 87, à alcool, sére luxo, estofado de couro, rodas de liga leve, direção hidráulica...
O Autor
comentários recentes
Muito bom o seu post. A poesia é alog que sempre v...
Na boa cara, muito pomposo este seu artigo, mas v...
Adoro este blog e já o leio à alguns dias a acompa...
Eu não sei quem sou e você sabe quem é? E se não s...
"A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de alm...
deve se orgulha sim você é o OVULOZORD Da turma a ...
Como vc num deu nome aos bois, vou concluir que fo...
Como estabelecido entre o conselho nobre... aqui e...
Aquela do "rédeleibou ou aici" é pior... Vai por m...
http://poecinzas.blogspot.com/2009/09/uma-carta-pa...
pesquisar