Felipe Lacerda - o escritor que diz Ni

Fevereiro 12 2009

É engraçadinho que nem ouvir Mallu Magalhães chupando um pirulito e rodando um guardachuva.

É quase tão bobo e tão infantil quanto um passeio na beira de um lago, cheio de carpas.

Mas gosto disso. Nem sei bem o porquê. Só acontece.

Às vezes eu estou lá, tão atribulado e endemoniado, todo capeta cuspindo fogo pelas ventas.

(estou querendo mandar a internet para um lugar bem, bem feio)

 

... daí ela entra e o MSN me avisa com aquela sua fotinha do pescoço esticado.

 

E aí tudo muda.

Viro poesia e ela (a poesia) sai de mim tão fácil, como se fosse eu o tempo todo.

 

Será que é?

Essa guria me ensinou que eu já era poesia?

 

É bem mais complexo. Tem mais a ver com atrito que com contrato.

 

De qualquer modo, seja lá o que ou porque for, é uma espécie de sentimento que me faz bem.

 

QUE MAL TEM EM SER TÃO HUMANO, GAROTA NÃO-MAH?

 

Tenhamos todos uma boa tarde que por hoje é só.

e todos vocês, permitam-se qualquer tipo de felicidade.

até poesia via net com uma estranha,

estranho que nem você.

publicado por Felipe Lacerda às 17:13

:D
amanda a 15 de Fevereiro de 2009 às 19:38

Alto, loiro, sarcástco, finamente irônico, ator, escritor, ano 87, à alcool, sére luxo, estofado de couro, rodas de liga leve, direção hidráulica...
O Autor
comentários recentes
Muito bom o seu post. A poesia é alog que sempre v...
Na boa cara, muito pomposo este seu artigo, mas v...
Adoro este blog e já o leio à alguns dias a acompa...
Eu não sei quem sou e você sabe quem é? E se não s...
"A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de alm...
deve se orgulha sim você é o OVULOZORD Da turma a ...
Como vc num deu nome aos bois, vou concluir que fo...
Como estabelecido entre o conselho nobre... aqui e...
Aquela do "rédeleibou ou aici" é pior... Vai por m...
http://poecinzas.blogspot.com/2009/09/uma-carta-pa...
pesquisar