Felipe Lacerda - o escritor que diz Ni

Fevereiro 02 2009

De uma vez por todas vou responder as perguntas que venho ouvido com mais frequência sobre o LONGAS ESCADAS.

Carinhosamente, esse post serve também como uma segunda resposta ao e-mail da minha amiga Thais Franco que estuda letras em...putz, eu nunca lembro o nome da cidade!

Bom, vamos lá então.

 

LONGAS ESCADAS é um livro de terror pesicológico, que bebe de diversas fontes enquanto gênero literário. Vamos por partes: Primeiramente, é um livro intimista e introspectivo. O interessante dele é que ele é narrado por três pontos de vista bastante distintos, já que é escrito por três escritores diferentes e ao mesmo tempo. Mas isso é outra história.

LONGAS ESCADAS é uma história baseada em grandes lendas dos anais místicos da história, como o caso do navio MARY CELESTE ou a cdade de ROANOKE.

Ainda é bastante cedo ara se fazer uma resenha mais aprofundada, mas estamos trabalhando para evitar clichês do gênero, abordando de forma bastante original o tema "terror"...

Acontece que toda a situação que envolve os personagens-narradores são espelhos deles mesmos, o próprio cenário que o cerca é uma ilustração disso.

Posso dizer que essa é uma história de terror não convencional em diversos sentidos. Ela perturba numa medida constrangedora. Existe um balanço interessante entre o nível de estresse dos perosnagens e a convulsão do próprio cenario, da cidade onde estão.

Tem lá os seus momentos escatológicos (principalmente na ótica do meu personagem) e os seus momentos de mais pura emoção e espeiritalidade, desde que se saiba ler nas entrelinhas e metáforas do texto.

Gosto de dizer que esse livro é o mais confessional que já escrevi até agora.

Justamente por falar de medo.

 

LONGAS ESCADAS

Autores:

PAulo Mendonça

Felipe Lacerda

Franco Nascimento

 

previsão de lançamento: Algum momento de dois mil e nove.

 

 

 

Sou escritor, oficialmente, desde 2007. desde então já tive o prazer de publicar dois livros e uma história em quadrinhos.

Pra um moleque de 21 anos que sonhava ser escritor aos 17, até que não estou muito atrasado. E tudo através de muita luta, briga e não de editoras por aí.

Além da literatura, mas através dela, eu conquistei outros espaços da minha vida que ainda não tinha explorado artisticamente. Por causa da literatura eu publiquei quadrinhos, montei uma banda (onde cantamos minhas músicas) e pude levar mais além minhas peças de teatro. Atraves da literatura, eu deixei de ser um adolescente imbecil que se drogva e enchia a cara pra tentar ser ouvido. Agora, quando quero ser ouvido, não preciso nem gritar mais tão alto. Adquiri, como artista, um respeito e reconhecimento que me deixa muito feliz e realizado, e se eu não fosse tão ambicioso, me daria por satisfeito.

Diria que a arte me salvou.

Então, como agradecimento, decidi dedicar minha faculdade, minha vida inteira ao culto à existência plena:

A ARTE.

publicado por Felipe Lacerda às 15:04

rsrsrsrsrs nunca lembra onde eu estudo rsrsrs,é na Universidade Federal de Ouro Preto e o campus de Letras é na cidade de Mariana, a 18 km, precisamente, de Ouro Preto. rsrsrsrsrs, vê se não esquece mais tá? rsrsrs.Inclusive acho que lá é um bom cenário para se passar uma história de terror kkk.

Mas adorei saber dessa parte da sua vida de abdicar as drogas e buscar a arte que também é um vício, não é?
Um abraço pra vc.
Thaís Franco a 5 de Fevereiro de 2009 às 15:58

Alto, loiro, sarcástco, finamente irônico, ator, escritor, ano 87, à alcool, sére luxo, estofado de couro, rodas de liga leve, direção hidráulica...
O Autor
comentários recentes
Muito bom o seu post. A poesia é alog que sempre v...
Na boa cara, muito pomposo este seu artigo, mas v...
Adoro este blog e já o leio à alguns dias a acompa...
Eu não sei quem sou e você sabe quem é? E se não s...
"A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de alm...
deve se orgulha sim você é o OVULOZORD Da turma a ...
Como vc num deu nome aos bois, vou concluir que fo...
Como estabelecido entre o conselho nobre... aqui e...
Aquela do "rédeleibou ou aici" é pior... Vai por m...
http://poecinzas.blogspot.com/2009/09/uma-carta-pa...
pesquisar